Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

sábado, 11 de setembro de 2010

Vamos dançar?



Geralmente, admiramos mais nos outros aquilo que não sabemos fazer. Como, numa pista de dança, sou uma negação, absoluto zero à esquerda, admiro e muito quem domina essa arte.

2 comentários:

Eliane F.C.Lima disse...

Vim andando como o "Pombo enigmático" do Paulo Mendes Campos e cheguei aqui. Logo de cara, topo com esse festival de dança - acho a dança mágica. Depois todos os artigos e comentários. Fui atrás, até, do "Quem tem medo de Lula". Boníssimo também para mim, que voto na Dilma. Sempre em frente, Ana, que a gente precisa de jornalistas.
Eliane F.C.Lima (http://literaturaemvida2.blogspot.com)

Ana Helena Tavares disse...

Eliane, muito obrigada pelas palavras motivadoras! Bola pra frente sempre!

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a