Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Alô redação! 65 décadas de magistério nem os grandes mestres aguentam!!!!!!

Saiu no jornal "O Globo" de hoje, 17 de Dezembro de 2009.

Pessoal, para muito além da "confusão etária" do jornal, o que eu quero mesmo registrar aqui é a satisfação que tive ao ler esta notícia. Se é verdade que existe muita gente fazendo figuração na ABL, estes três merecem a cadeira em que sentam.
Com relação ao Alfredo Bosi, falo apenas por conhecer seus livros, o que já é muito. Trata-se de um competentíssimo estudioso da história de nossa literatura e da formação de nossa cultura.
Sobre os outros dois, tenho a honra de dizer que falo literalmente de cadeira.
A mais nova "imortal" é não só a maior especialista em literatura portuguesa em atividade no Brasil, como também uma das maiores - e eu diria mesmo que a maior - autoridade mundial no que diz respeito ao estudo da obra do gigante Fernando Pessoa. Sabe tudo e mais alguma coisa. Se não bastasse, é uma senhorinha que irradia simpatia. Isso eu constatei ao vivo e a cores durante algumas palestras que tive o prazer de assistir dela em meus tempos de estudante de letras.
E, falando nestes tempos, temos aí Antonio Carlos Secchin... Poeta de primeiríssima categoria, crítico literário consagrado (especialista na obra de Gullar), orador brilhante, maestro de inesquecíveis aulas de literatura brasileira... Simplesmente, foi através de conversas com ele, sempre atencioso,
que comecei a me dedicar à poesia.
O que dizer? Salve eles!
E que vivam ainda muitas décadas! Mas 65 nem Noé alcançou... Só mesmo Matusalém...

Ana Helena Tavares

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a