Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Será que distribuíram cachaça antes do evento?????

Taí... Vanusa literalmente executou o Hino Nacional.

Brincadeiras à parte, Vanusa alega que cantou sob efeitos de remédios para labirintite. Disse ainda que tem passado por muitos problemas pessoais e que, além de tudo, não está enxergando bem. Ok. Apenas acho que se ela sabia que não tinha condições de cantar o Hino Nacional jamais deveria ter aceito cantar.

Clique aqui para assistir Vanusa dizendo no "Programa do Gugu", de 06 de Setembro de 2009, que "o Hino Nacional tem que ser mudado porque é muito difícil e ninguém sabe cantar". Bem, eu devo me chamar ninguém, eu e muita gente. Hoje mesmo, dia 07 de Setembro, aquele dia em que muita gente se lembra que é brasileira, teve uma roda de pagode, sim, uma roda de pagode bem em frente à minha casa, onde cantou-se o Hino Nacional (sem ler!) e, podem acreditar, não ouvi praticamente ninguém errar. Vanusa vai me desculpar, respeito muito toda a sua história de mulher guerreira e o talento que demonstrou ao longo da vida, mas isso tudo foi muito feio da parte dela. Primeiro, por ela ter aceito cantar sabendo que não tinha a mínima condição, segundo a própria. E, agora, vem ela querer colocar a culpa no hino. Francamente, para mim, conseguiu piorar as coisas.

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a