Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

A notícia que o PiG (*) não deu: Lula recebe prêmio da Unesco em Paris

Até o Sarkozy se espantou com o pouco caso do PiG (*)

O Conversa Afiada (onde este texto foi originalmente publicado) aceitou a sugestão de Joanilson Marcos, um dos vários amigos navegantes que destacaram o silêncio do PiG (*) sobre o prêmio que o Presidente Lula recebeu hoje (7 de Julho) em Paris. Lula foi escolhido pela Unesco “por suas qualidades em favor da Paz e Justiça”, conforme destaca a reportagem da Agência Lusa, publicada no site do Diário de Notícias. Vale a pena ressaltar que trata-se de um jornal português:
Lula alerta para agravamento da crise nos países mais pobres
O presidente do Brasil, Inácio Lula da Silva, alertou hoje em Paris que a actual crise económica mundial agrava a situação dos países mais pobres, mas mostrou-se optimista na resolução da situação através de um “esforço coordenado”.
Lula da Silva recebeu o prémio da UNESCO Houphouet-Boigny numa cerimónia na capital francesa em que foram realçadas as suas qualidades a favor da Paz e Justiça.
“Vamos sair desta crise”, disse o presidente brasileiro, acrescentando que “é o esforço coordenado” da comunidade internacional que irá ajudar a melhorar a actual situação.
Lula da Silva fez um apelo a favor da paz no mundo, defendendo que ela é ao mesmo tempo “causa e consequência da luta pela liberdade e democracia”.
O Presidente do Brasil condenou “veementemente” o golpe de Estado que depôs o governo das Honduras e defendeu uma resposta dura e estrita contra os seus autores.
Por outro lado, saudou “as eleições pacíficas” na Guiné-Bissau realizadas no final de Junho.
Na mesa de honra da cerimónia da entrega do prémio da UNESCO estiveram, entre outros, José Sócrates, primeiro-ministro português, Mário Soares, ex-presidente de Portugal, Henri Konan Bédié, ex-Presidente da Costa do Marfim, Abdou Diouf, Ex-Presidente do Senegal, Pedro Verona Pires, Presidente de Cabo Verde e Abdoulaye Wade, Presidente do Senegal.
Lula da Silva lançou ainda um apelo à comunidade internacional para chegar a acordo sobre futuras reduções na emissão de dióxido de carbono nas conversações que terão lugar em Copenhaga no final do corrente ano.
“O Brasil está a fazer a sua parte e o nosso esforço tem de ser compatível com a luta contra a fome e a miséria”, defendeu o presidente brasileiro.
O Prémio para a Paz Houphouet-Boigny 2008 foi atribuído a Inácio Lula da Silva “pela sua acção a favor da procura da paz, do diálogo, da democracia, da justiça social, da igualdade de direitos, assim como pela sua grande contribuição na erradicação da pobreza e a protecção do direito das minorias”.
O galardão foi criado em 1989 e é atribuído anualmente pela UNESCO para agraciar personalidades, instituições e organizações que contribuíram de uma forma determinante para a promoção, procura ou manutenção da paz, tendo em consideração a Carta das Nações Unidas e a Constituição da UNESCO.
Entre os laureados dos anos anteriores encontram-se Nelson Mandela e Frederik W. De Klerk da África do Sul; Yitzhak Rabin e Shimon Peres de Israel e Yasser Arafat da Palestina; Rei Juan Carlos de Espanha e o antigo presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter; presidente do Senegal Abdoulaye Wade e o antigo presidente da Finlândia Martti Ahtisaari.
O Prémio inclui um cheque de 122 mil euros, uma medalha em ouro e um diploma assinado pelo director-geral da UNESCO.
O laureado é escolhido por um júri internacional constituído por onze individualidades dos cinco continentes, entre os quais o ex-presidente português Mário Soares, presididos por Henry Kissinger, antigo secretário de estado norte-americano.
FPB.
Lusa

(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

=> Colaboração da minha amiga Maria Bley.

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a