Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

terça-feira, 28 de julho de 2009

450 mil pessoas, uma fazenda e muita chuva

Foto: John Dominis / Time e Life Pictures /Getty Images

Entre 15 e 18 de Agosto de 1969, 450 mil pessoas se reuniram no estado americano de Nova York para protagonizar o maior festival de rock já realizado. A festa tinha tudo para acabar mal. A organização esperava não mais que 50 mil fãs. Não havia comida nem água suficientes, os congestionamentos ultrapassaram os 30 km e choveu tanto que, a partir do segundo dia, as pessoas tiraram as roupas molhadas. Ainda assim, Woodstok foi um sucesso. Houve poucos incidentes, incluindo dois nascimentos e três mortes (uma overdose de heroína, uma apendicite e um atropelamento por trator). Passaram pelo palco gurus hippies, como o indiano Swami Satchidananda, e 32 bandas e artistas do porte de The Who, Janis Joplin e Jimi Hendrix. Quarenta anos depois, a fazenda de 2,4 mil km², onde foi realizado o festival, abriga um museu e um centro de artes.


Saiu na revista "Aventuras na História", edição de Agosto 2009.

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a