Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

LULA , O FOMENTADOR DA PAZ, fala na ONU



LULA, O FOMENTADOR DA PAZ -2009 , FALA NA ONU

Do Estadão hoje,
segunda-feira, 15 de junho de 2009, 06:16 Online

JAMIL CHADE - Agencia Estado

GENEBRA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje no Conselho de Direitos Humanos da ONU que "nem os imigrantes nem os pobres são responsáveis pela crise. Os responsáveis são os mesmos que por anos ensinaram como gerenciar o Estado", disse Lula. O presidente voltou a criticar os países ricos: "Essas mesmas pessoas que nos ensinaram viram que agora não sabem mais nada, não sabem nem explicar como davam tanta aula." Lula ainda pediu que os impactos sociais da crise sejam considerados. O presidente ainda hoje viaja para a Rússia para participar da reunião dos BRIC.

Voz ativa no órgão, o Brasil recentemente se absteve de fazer oposição a duas resoluções consideradas fracas pelas organizações, uma sobre a situação no Sri Lanka e outra sobre a Coreia do Norte.

O Brasil afirma que tem trabalhado por uma posição de consenso e por trazer esses países para dentro do Conselho, argumentando que isolamento não resultaria em benefícios.

"O Brasil não tem de ficar distribuindo certificados de bom comportamento ou de mau comportamento pelo mundo afora. Não é essa a tradição da política externa brasileira", disse, na chegada a Genebra, o assessor especial do presidente Lula, Marco Aurélio Garcia.

"Nós achamos que é muito mais importante uma ação de caráter positivo, que conduza o país a uma melhoria da situação interna, que uma ação de caráter restritivo. Os bloqueios, as sanções internacionais, em geral elas têm um efeito contrário: provocam de uma certa forma um retraimento defensivo muito forte, estímulo ao patriotismo e coisas desse tipo."

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a