Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

A culinária de Gilmar Mendes: um prato indigesto



Da coluna "Fatos & Comentários", no "Monitor Mercantil":

"Ao comparar a atividade jornalística ao ato de cozinhar, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ofereceu um prato indigesto aos setores da sociedade brasileira que têm visão bem mais complexa do poder da comunicação, principalmente, em sociedades de massa.

Para o deputado federal Dr. Rosinha (PT-PR), por exemplo, a decisão favorece os empresários do setor e fragiliza a categoria e a sociedade, 'principal interessada numa mídia plural e de qualidade':

'Ao defender a auto-regulação do setor, Mendes age como um garçom que entrega de bandeja a definição das normas para as empresas. Sua tese constitui uma espécie de privatização das regras da imprensa', critica o parlamentar, acrescentando que irá solicitar estudo à assessoria legislativa da Câmara dos Deputados sobre a possibilidade de apresentar projeto restabelecendo a exigência do diploma para o exercício do jornalismo.

Dr. Rosinha acrescenta que, pelo 'mesmo raciocínio enviesado da maioria dos ministros do STF, qualquer pessoa poderia, por exemplo, alegar que a exigência do diploma do curso de Direito para o exercício da advocacia é algo que está ferindo o direito à ampla defesa e o acesso à Justiça'."

Pesquei a dica no blog do meu amigo Eduardo Sander, o Patolino.

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a