Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Compl(*)exidade

Amo escrever em verso e prosa e quem me conhece sabe que não sou chegada a fazer isso em menos de 140 caracteres. Por isso, criei perfil lá*, mas não me adaptei (ainda) ao fenômeno Twitter (serviço de microblogs que virou "febre" na internet) e nem sei se vou me adaptar totalmente. Para os que se interessem, trago abaixo dois textos sobre o assunto. Confesso que no momento estou mais para o Renato Galeano. Observem que se este meu já pequeno texto fosse pro Twitter acabaria na palavra "lá" e... Lá aonde? Pois é, eu não poderia dizer tudo na mesma "twittada"... Taí uma forma de ditadura da linguagem, causada pela ultrassimplificação de que fala Galeano. Seguem os textos.






























Para ler, clique nas imagens.

Os dois textos saíram no jornal "O Globo", de 10 de Maio.

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a