Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

quinta-feira, 30 de abril de 2009

"O chato do querubim / decretou que eu estava predestinado / A ser errado assim / Já de saída a minha estrada entortou / Mas vou até o fim"



Resolvi tentar analisar essa brilhante letra de Chico e, então, tracei alguns paralelos.

De uma forma geral, é nítida a referência que Chico faz ao "Poema de Sete Faces", de Carlos Drummond de Andrade. Clique aqui para ler.
Como quase todas as letras de Chico, esta não foge à regra e é extremamente rica em metáforas. Dentre as inúmeras outras referências que ele pode ter feito ao longo da música, separei o momento em que ele diz:
"
Por conta de umas questões paralelas / Quebraram meu bandolim / Não querem mais ouvir as minhas mazelas / E a minha voz chinfrim".
Parece-me que há uma alusão a 1967, quando, durante apresentação no Festival da Canção daquele ano, o cantor Sérgio Ricardo conseguiu entrar pra história ao quebrar seu violão e jogá-lo em cima da platéia devido às fortes vaias que recebeu. Há um vídeo de 26 segundos no youtube mostrando o exato momento em que Sérgio Ricardo tomou essa atitude extrema - para ver, clique
aqui. Comparando o gesto dele em 67 com o gesto de Ney batendo com um machado no chão neste clipe, creio que a comparação fica ainda mais clara.
E salve Ney, e salve Chico!

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a