Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Curiosidades do mundo: O "paliteiro" que se tornou símbolo de um país

Foto: David Rodrigues
Considerada feia e inútil, Torre Eiffel por pouco não foi derrubada

Com 327 metros de altura e um peso de quase 9 mil toneladas, a Torre Eiffel é formada por uma rede de vigas de ferro e milhões de rebites. Projetada por Gustave Eiffel para a Exposição Universal de Paris de 1889, a torre não agradou aos artistas e arquitetos parisienses, que a consideraram verdadeira monstruosidade moderna e inútil na época de sua construção – muitos chegaram a dizer que assemelhava-se a um paliteiro. Na verdade, em janeiro de 1888, um manifesto de 380 intelectuais e artistas exigiu a demolição daquela horrenda monstruosidade que estava sendo construída em Paris e ela quase foi derrubada ao término da feira. Mais tarde, porém, descobriu-se que ela seria útil para abrigar antenas de rádio e TV. A torre, que, durante muito tempo já ostentou uma vistosa bandeira francesa em seu topo e já foi considerada a construção mais alta do mundo, é hoje carinhosamente apelidada pelos franceses de “a dama de ferro” e coroa agradavelmente a paisagem parisiense como símbolo universal da França.

Saiu na revista “Aventuras na História”, de Março 2009.

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a