Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

E, definitivamente, sonhos não terminam de manhã!

Sonhei que uma borboleta piscava para mim de noite. Estou certa de ter visto uma beliscar os primeiros raios de sol. Borboleta, borboleta... Borboleta que vai e volta... Será a mesma? Eu sabia! Minas está nela e sonhos não terminam de manhã.

Fotos: José Reynaldo da Fonseca
Vejam como é a vida... Hoje pela manhã, quase no mesmo momento em que eu estava lendo esta crônica que postei abaixo, do mineiro Zuenir Ventura, recebi de uma amiga estas lindas fotos de borboletas de asas transparentes (!) ... Não tive como não lembrar do trecho final da prosa poética que escrevi em homenagem a Minas, disponível por este link.

Nenhum comentário:

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a