Quero ser Ricardo Kotscho para andar pela rua e não me acomodar num computador. Quero ser Robert Fisk para guerrear pela paz tendo como arma um microfone. Quero ser Hélio Fernandes para me libertar pelas grades e não me prender a cifrões. Quero ser Gay Talese para cuidar de cada palavra e ser sensível ao sentimento das pessoas. Quero ser Zuenir Ventura para escrever as minhas histórias dos outros. Quero ser Alberto Dines para observar a mim mesma. Quero ser John Reed para narrar dias que abalaram o mundo. Quero ser muitos. Eu mesma. Sou um ser em construção.

sábado, 29 de novembro de 2008

Comunismo hormonal



O vídeo acima traz uma parte da sabatina realizada ontem, dia 28 de Novembro, pela Folha de S. Paulo, com o escritor português José Saramago, que nesse trecho fala de sua relação com o comunismo e conclui: "Marx nunca teve tanta razão quanto agora".

Um comentário:

Marcia Eloy disse...

Agora eu entendi o que é ser comunista hormonal.Acho que meu pai e vários de seus amigos foram comunistas hormonais.
Aliás penso que todos os idealistas o são por hormônio. Como explicar que lutam tanto por uma idéia, dão sua vida, sua liberdade por uma causa,se não for por algo que os guie internamente?

"O discípulo não supera o mestre, o complementa" (Luciene Félix, profª de filosofia da Escola Superior de Direito Constitucional - SP)

"A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro."
(Platão)

"A amizade é mais importante do que a justiça, porque onde houver amizade, a justiça já está feita."(Aristóteles)

Este blog adota a